Empreendedorismo para crianças: 16 dicas para criar crianças empreendedoras

Os líderes empresariais de amanhã e fundadores de startups promissoras são hoje, os filhos cujos pais ensinaram empreendedorismo para crianças, ou seja, as educaram com um espírito empreendedor – uma habilidade que é cada vez mais importante em um mundo inundado por startups e com a economia freelancer crescendo.

Como pai, você inspira o empreendedorismo promovendo as habilidades emocionais de que seu filho precisará, como conforto com riscos, resolução eficaz de problemas e atitude positiva em relação ao fracasso.

Se você é um pai empreendedor, melhor ainda

A boa notícia é que, além de gerenciar melhor seu tempo, ao educar seus filhos ao empreendedorismo, você poderá reduzir esse atrito que às vezes envolve seus filhos e seus negócios desde muito pequenos.

Como sua empresa pode ajudar seus filhos a ter sucesso na vida

Não apenas ter seus filhos fazendo algo por você no escritório oferece um tempo extra com eles, como também ajudará a tornar seu filho ou filha um sucesso na vida. Ser ensinado sobre empreendedorismo desde cedo pode ajudar uma criança a desenvolver habilidades ao longo da vida. Habilidades como comunicação e networking ajudam as crianças a descobrirem em que são fortes, a encontrarem sua paixão e se tornarem mais motivadas.

Como você pode ensinar seus filhos sobre essas habilidades empreendedoras e como isso os beneficiará? Comece com as 16 maneiras a seguir para ensinar seus pequenos sobre empreendedorismo.

1. Ajude seu filho a estabelecer metas e objetivos

Estabelecer metas pode ajudar seus filhos a desenvolver coragem. Também os ensina a assumir a responsabilidade por suas próprias ações e promove uma atitude de “poder fazer”. É claro que, como 92% das pessoas não atingem metas, é mais fácil falar do que fazer para ajudar seus filhos a estabelecer metas eficazes.

Felizmente, pesquisas descobriram que você pode realizar esse feito por;

  • Deixando que eles escolham seu grande objetivo, fazendo perguntas como: “O que você deseja alcançar?”
  • Discutindo o propósito de seus objetivos, perguntando: “Qual é o benefício de se sair bem na aula?”
  • Quebrando o grande objetivo em etapas menores.
  • Fazendo um brainstorming de possíveis obstáculos para que eles tenham um plano para superá-los.

Faça seu filho pensar em todas as porcas e parafusos necessários para transformar sua ideia em realidade. Que tipo de equipamento, suprimentos ou treinamento eles precisam? Se eles vendendo brigadeiros, o que eles precisam? Panelas, forminhas, uma bolsa para levar os brigadeiros, etc.

Eles devem anotar seus objetivos para os negócios, incluindo objetivos financeiros e qualquer outra coisa que desejem alcançar. Será divertido e educativo revisitar esses objetivos no futuro.

2. Ensine matemática financeira básica

Quanto mais cedo você ensinar seus filhos sobre dinheiro, mais cedo eles serão capazes de entender a importância de gerenciar e investir os ganhos de tarefas ou presentes. O melhor de tudo? Você não precisa ser um guru financeiro para ensinar aos seus filhos tudo sobre matemática financeira, desde que esteja ciente do básico;

Explique a diferença entre desejos e necessidades

Acredite ou não, esse é um conceito que as crianças em idade pré-escolar podem entender.

Certifique-se de que seus filhos saibam que o dinheiro é finito

Isso significa que, se eles comprarem um brinquedo, não terão o suficiente para comprar um segundo brinquedo.

Permita que seus filhos cometam erros com dinheiro

Esse é um dos passos mais importantes – é quando eles fazem uma compra por impulso e se decepcionam.

Ajude a juntar dinheiro

Isso é para quando seus filhos quiserem algo caro. Comece desde bem jovem. Independentemente se você tem dinheiro ou não, pagará apenas metade do valor da compra e permitirá que a criança economize e pague a outra metade.

Ensine a eles que crédito significa emprestar dinheiro de outras pessoas a um custo

Distribuir seu dinheiro – às vezes para comprar amor – não é o que você quer fazer com seus filhos. Você pode não querer cobrar juros ao seu filho. Uma coisa que ajuda é cobrar juros e fazer com que seu filho veja esse juro. Quando o item é pago – coloque o valor dos juros em uma conta poupança separada para ele.

Deixe claro que o dinheiro vem do trabalho realizado por um tempo

“Quanto tempo você levou para ganhar esse Playstation 5?”. Mostre à criança que para isso teve que lavar o carro 3 vezes ao mês, vender doces na escola por um ano e etc.

Forneça uma figura realista de quanto dinheiro é necessário para administrar a casa ou empresa

Exponha para os seus filhos – pura e simplesmente. Eu ganho tanto dinheiro. Divida seu salário em horas em que você trabalha. Eu trabalho tantas horas para pagar pela casa. Muitas horas para pagar pelo carro. São muitas horas para pagar sua escola e aulas de dança.

Introduzir o conceito de gerenciamento de dinheiro

Uma mini empresa nas férias é uma ótima maneira de apresentar às crianças habilidades básicas de gerenciamento de dinheiro, além de tópicos complexos, como calcular lucros brutos e gerenciar despesas gerais. Os adolescentes podem acompanhar as receitas e despesas comerciais. Crianças mais jovens podem praticar somando totais de preços e contando as alterações.  

Você pode precisar dar dinheiro ao seu filho para iniciar seus negócios. Nesse caso, peça a eles que discriminem todos os seus custos iniciais, para que saibam exatamente quanto é necessário. Você pode se oferecer para financiar uma certa quantia, desde que eles contribuam com parte de seu próprio dinheiro ou com o presente de aniversário. Você pode até realizar uma reunião com investidores, onde seu filho lança a ideia para você e descreve suas necessidades financeiras. 

3. Deixe as crianças resolverem seus próprios problemas

Resista ao desejo de corrigir todos os problemas de seus filhos. Entendo que não é fácil, mas deixar seus filhos resolverem seus próprios problemas é uma habilidade empreendedora que só pode ser desenvolvida através da experiência.

Isso não significa que você precisa deixá-los completamente soltos aqui. Porém, você pode pelo menos orientá-los oferecendo opções, como explicar o que outras crianças usaram para resolver seus problemas.

Você também pode apresentar a eles o Método Científico, que pode criar criatividade, curiosidade e confiança em seu filho.

4. Promova a criatividade

A criatividade é uma característica empreendedora essencial . Pode ajudar a fortalecer a inteligência emocional, além de nos ajudar a nos tornar mais flexíveis e melhores solucionadores de problemas. Outra vantagem, especificamente para seus filhos, é que a criatividade é essencial para assuntos como ciências, matemática e escrita.

Para promover a criatividade de seus filhos, tente estas sete ideias de Christine Carter para o Greater Good Science Center da Universidade de Berkeley:

  • Dê a seus filhos “brincadeiras não estruturadas, dirigidas a crianças e imaginativas – sem restrições pela direção adulta”.
  • Promova um ambiente criativo onde as crianças possam debater ideias, bem como cometer erros e falhar.
  • Dê aos seus filhos a autonomia para explorar suas ideias.
  • Incentive-os a ler e participar de artes.
  • Permita que eles expressem “pensamentos divergentes”, incentivando-os a desenvolver mais de uma solução.
  • Não os recompense por serem criativos, porque recompensas “interferem no processo criativo”.
  • Enfatize mais o processo, em oposição ao que seus filhos alcançaram.

5. Envolva as crianças na comunidade

Indivíduos bem-sucedidos e felizes têm uma coisa em comum; eles devolvem a sua comunidade. Existem várias razões pelas quais isso é verdade. Para começar, estamos empenhados em ajudar os outros. É importante deixar ativa a parte do cérebro associada ao altruísmo e à felicidade.

Além disso, a doação também pode ajudá-lo a encontrar sua paixão, fortalecer suas habilidades e desenvolver empatia. O voluntariado, por exemplo, também pode oferecer oportunidades de networking.

No entanto, simplesmente doar comida ou dinheiro para uma organização de caridade pode ser difícil para as crianças entenderem para onde essas contribuições estão indo. É recomendável , então, que você comece em casa. Comece incentivando pequenos atos de bondade, como ajudar um membro da família, e depois trabalhe em algo maior.

Depois disso, sente-se com as crianças e descubra quais pessoas, organizações ou causas estão interessadas em ajudar. Em seguida, encontre maneiras de ajudar essas pessoas, organizações ou causas em sua comunidade local. Por exemplo, se seus filhos são apaixonados por animais, seja voluntário em família em um abrigo de animais local.

6. Aprenda boas lições nas adversidades

Ao longo da vida, e especialmente na escola, somos ensinados que o fracasso é ruim e deve ser evitado a todo custo. Como você sabe, esse não é o caso como empreendedor, pois o fracasso pode ser benéfico.

Napoleon Hill, autor do livro clássico Pense e enriqueça , afirma que: “Todo fracasso traz consigo uma semente de benefício igual ou maior”.

Ao permitir que seus filhos falhem, você irá incentivá-los a pensar em várias maneiras de atingir seus objetivos e aprender com os erros do passado. Como resultado, eles se tornam mais confiantes e resistentes.

Para ensinar esta lição, não castigue seus filhos quando eles cometerem um erro. Em vez disso, discuta os fatores que levam ao fracasso. Em seguida, faça um brainstorming de ideias que impedirão que isso aconteça novamente no futuro. Depois de declarar o que aprendeu com essa adversidade, incentive-os a nunca desistir quando sofrerem um revés.

Como pai, você influencia a disposição de seu filho de tentar, falhar, aprender e tentar novamente – uma habilidade essencial para os empreendedores. Para fazer isso, enquadre as críticas como uma oportunidade de aprendizado, ajudando seu filho a praticar a habilidade ou debater o que eles poderiam fazer de diferente na próxima vez.

Quando você oferece sugestões de melhoria, inclua-as com elogios específicos de cada lado. Isso é chamado de “sanduíche de feedback”. A ideia é elogiar, dar o feedback da falha e elogiar novamente. A criança não se sente tão severamente criticada; eles podem tirar uma mensagem positiva.

7. Incentive-os a aprender a programar

Se você deseja dar a seus filhos uma vantagem competitiva no futuro, não há nada melhor do que ensiná-los a programar softwares de computador ou celular .

Afinal, a programação pode melhorar o desempenho acadêmico em áreas como matemática, desenvolver habilidades organizacionais e de comunicação e fazer com que se sintam empoderadas. Além disso, pode prepará-los para a carreira em tecnologia – ou pelo menos prepará-los para inovar em tecnologia.

8. Pense em ideias de negócios com seus filhos.

A jornada empreendedora de seus filhos provavelmente começará com o recebimento de uma mesada para as tarefas domésticas.

nota do editor: NUNCA “dei” uma mesada aos meus filhos. Nada é gratuito. Algumas tarefas eram esperadas em nossa casa para parte da vida lá. Alimente o cachorro, lave sua louça, arrume seu quarto. Além disso, faça o que eu pedir e farei o que você pedir. Ponto. Nós nos ajudamos.

Eventualmente, eles descobrirão que têm suas próprias ideias para ganhar seu próprio dinheiro. Faça uma sessão de brainstorming com seus filhos para que eles possam ter as próprias ideias de negócios e iniciar um negócio quando jovens.

Como você mesmo fez quando desenvolveu seu negócio ou empresa, comece com o básico – quanto e no que eles são qualificados – quais são seus talentos. Se eles são criativos – talvez seja bom começar a vender seus produtos caseiros para os vizinhos e nos eventos da comunidade. Ajude-os a configurar seu próprio site de e-commerce e outras oportunidades.

9. Seja um influenciador

Conforme relatado em um artigo da Fast Company , a pesquisa mostra que “os pais exercem uma enorme influência na determinação da ética e dos hábitos de trabalho de uma criança. Isso significa que a maneira como você conversa com seus filhos sobre seu trabalho e suas tarefas, incluindo sua satisfação (ou a falta dele) com ele, molda diretamente as ideias sobre o trabalho que seus filhos provavelmente adotam. ”

O professor Wayne Baker, da Ross School of Business da Universidade de Michigan, sugere que os pais devem “estar conscientes das mensagens que eles enviam”.

Baker, falando de seu próprio filho, acrescenta: “Quero que ele saiba que, o que quer que faça, é possível amar o que você faz, como eu. Porque quando você ama seu trabalho, não parece trabalho. ”

Além disso, uma pesquisa da Escola de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Harvard descobriu que a conversa dos pais molda a “socialização acadêmica”, estabelece as expectativas das crianças e ajuda a estabelecer conexões entre o comportamento atual das crianças e seus objetivos futuros.

10. Deixe as crianças tomarem decisões

As decisões confiantes de um empreendedor estão enraizadas na independência precoce. Quando as crianças são pequenas, você pode dar a elas a opção de espinafre ou brócolis no jantar, ou deixá-las escolher suas roupas. “Você está expondo-os a como é tomar uma decisão e ajudando-os a se sentir bem por poder fazer isso”.

Quando as crianças são jovens, limite as opções a algumas opções. As crianças podem ficar sobrecarregadas se tiverem muitas opções. À medida que envelhecem, afrouxe as rédeas e confie nelas com decisões maiores.

11. Modelo de solução eficaz de problemas

Para preparar as crianças para encontrar ideias de negócios na vida cotidiana, reforce suas habilidades de resolução de problemas enquanto jovens. Quando surgirem problemas na vida do seu filho, faça um brainstorming de soluções juntos. Ajude-os a identificar o problema, pense em todas as soluções possíveis, avalie os prós e os contras e escolha a melhor opção.

Quanto mais os pais puderem quebrar o que é necessário nessa tarefa de solução de problemas, realmente verbalizá-la e conversar com a criança, melhor será a criança.

12. Ensine formas construtivas de desafiar o status quo

As crianças geralmente são ensinadas a seguir as regras cegamente, um hábito que inibe o empreendedorismo. Em vez disso, ensine as crianças a desafiar normas construtivamente, articulando sua lógica. Pergunte, o que eles acham que precisa mudar e por quê? O que eles propõem?

Você precisa liderar pelo exemplo. A maneira como os pais conversam entre si e com as crianças modela esse comportamento. Seu comportamento ajuda as crianças a entender como questionar as normas diplomaticamente e quando seguir as regras.  

13. Incentive uma atitude de exploração e curiosidade.

Além de incentivar seus filhos a explorar seu ambiente, incentive-os a desenvolver uma mente curiosa e a fazer perguntas constantemente. Não deixe que eles se sintam confortáveis ​​com as mesmas soluções para problemas. Eles devem estudar muitas coisas e estar abertos a novas ideias e novas maneiras de fazer as coisas. Pierre Omidyar, fundador do eBay, concorda que a exploração e a investigação são lições cruciais. “Nossos filhos parecem prosperar em situações que atraem sua curiosidade e lhes permitem explorar e descobrir o mundo ao seu redor das suas próprias formas diferentes”, diz Omidyar.

Em sua própria infância, Omidyar estava imerso na cultura persa e francesa, graças às origens de seus pais. “Ser exposto e aprender sobre essas culturas me ensinou desde o início que existem diferentes maneiras de pensar em qualquer situação e que nem sempre é preciso fazer as coisas da maneira que sempre foram feitas”, diz ele.

Deixe seus filhos passearem pela região e se envolverem com pessoas de todas as esferas da vida, dentro de considerações óbvias e precauções de segurança. Você nunca sabe quais oportunidades eles podem encontrar por aí.

14. Promova o trabalho em equipe

Ninguém é completamente auto-suficiente. Às vezes, todos precisamos de ajuda para alcançar nossos objetivos. Os empreendedores mais bem-sucedidos terceirizam cargas de trabalho pesadas e se unem a outros cujas opiniões eles valorizam para permanecer no caminho certo e ter sucesso. Seu filho também precisa aprender a jogar bem com os outros, a fim de alcançar objetivos comuns.

Uma das melhores maneiras de promover o trabalho em equipe desde cedo é estimular seus filhos a praticar de esportes. O esporte pode ser uma ótima sala de aula para princípios e valores empresariais. 

Os filhos que praticam esportes variados, tem que aprender a lidar com contratempos e a superar as derrotas passadas. 

15. Reforçar habilidades de comunicação eficaz

Essa é uma habilidade muito importante que todo jovem precisa aprender. A comunicação eficaz permite que as crianças articulem suas ideias e expressem sua opinião de uma maneira que o que eles dizem seja claramente entendido. Isso lhes dá uma vantagem vencedora em suas vidas pessoais e profissionais.

Instrua seus filhos a serem sempre educados e respeitosos. Diga-lhes para falar com ousadia e apoiar seus argumentos de forma convincente. Mais importante ainda, mostre a eles como manter contato visual quando falar pessoalmente. E ao falar ao telefone, ensine-os a falar devagar, com clareza e confiança.

Quando se trata de comunicação por escrito, incentive seus filhos a escrever frases gramaticalmente corretas que fluem logicamente e a evitar palavras e frases abreviadas que possam causar mal-entendidos. Estes serão extremamente úteis no futuro, como adultos e empresários.

16. Lidere pelo exemplo

No final, muitos empresários dizem que a coisa mais importante que os inspirou e motivou a alcançar o sucesso empresarial é a influência que eles tiveram dos pais. Eles aprenderam a maior parte do que sabem dos pais que lideraram pelo exemplo.

Lidere pelo exemplo e sempre pratique o que você prega. Seus filhos estão olhando para você. Quando você disser a seus filhos que trabalhem duro e aprendam com seus erros, mostre-lhes que você também trabalha duro e aprende com seus erros. Quando você diz para eles serem pacientes e respeitosos, seja paciente e respeitoso. Você é o maior modelo de seus filhos e provavelmente permanecerá assim por toda a vida e isso sim é ensinar empreendedorismo para crianças.

Compartilhe nossos conteúdos !

0Shares
0

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.