pai-tocando-a-mão-do-filho

O que o pai de primeira viagem deve fazer

Powered by Rock Convert

O bebê está chegando e você está se sentindo um pouco confuso com tantas novas informações? Se acalme e venha tomar um cafezinho com o Café de Pais pois vamos te ajudar com algumas dicas sobre o que pai de primeira viagem deve fazer.

É um nova etapa, um novo momento. A chegada de um bebê é muito aguardada, mas, traz com ela centenas de perguntas e dúvidas.

O mais bacana de tudo isso é curtir a ansiedade gostosa que a primeira criança causa. Curta esse momento antes de qualquer coisa.

Sabemos que desde o nascimento, as crianças absorvem as informações ao seu redor com imensa facilidade. Ter cuidado com o meio em que a criança crescerá é algo muito importante.

O momento exige reciprocidade, porém, as mulheres tendem a passar por mais picos de estresse por conta das mudanças hormonais que o corpo passa durante toda a gestação, por isso, companheirismo e cooperação com todas as tarefas relativas à mudança de rotina são fundamentais aos pais.

Há centenas de recursos disponíveis para te ajudar na preparação para chegada, nos primeiros meses com o bebê e na sua rotina com o bebê em casa.

Ser pai de primeira viagem é uma aventura e tanto, e por isso vamos te ajudar com algumas dicas.

Tente não se sentir “do lado de fora”

No início, pode parecer que sua parceira tem um papel mais importante no cuidado de seu novo filho, especialmente se ela estiver amamentando. Mas fazer parte da nova unidade familiar é trabalho em equipe. Seu papel de cuidar da casa, atender telefonemas quando seu parceiro está tentando dormir um pouco ou ir à farmácia comprar fraldas novas é tão importante para a unidade familiar quanto alimentar o bebê.

Você pode sentir que faz parte da nova família se se envolver desde o início. Algumas maneiras de fazer isso podem ser:

  • Frequentar aulas pré-natais
  • Estar presente no nascimento
  • Aprender a trocar uma fralda
  • Dar banho no bebê
  • Descobrir o que é necessário para cuidar de um bebê
  • Falar para outro pai que você conhece

Além de ajudar seu parceiro, você se sentirá parte do processo de paternidade.

O bebê está chegando, o que comprar?

São tantas opções de coisas, tamanhos, cores, funções… Muitas vezes você não tem ideia para que servem tantas coisas.

Muitas tarefas diárias são facilitadas por uma série de objetos e artefatos.

Fora as roupinhas do bebê que são dos mais variados tipos. Você não só pode, como deve auxiliar a mãe nessa hora.

Alguns itens são bem importantes para adquirir pois vão ser requeridos durante toda a fase bebê do seu filho.

Os tamanhos e quantidades vão mudar de criança para criança, porém a lógica será sempre a mesma.

Quanto às roupas, esses itens são:

  • bodys (com ou sem manga)
  • calças ou ‘mijões’ (também podem ser chamados de culote)
  • macacões
  • meias
  • gorro

Para higiene é fundamental ter em mãos:

  • cortador de unha para o bebê
  • pomadas para assaduras
  • sabonete líquido
  • cotonetes (para limpar o exterior da orelha)
  • álcool 70%
  • algodão

Para a rotina diária, alguns outros produtos básicos que você pode providenciar são:

  • lenços umedecidos
  • toalhas fralda
  • toalhas para secar o bebê
  • termômetro
  • chocalhos
  • sling
  • trocador
  • mantas

Sem contar a infinidade de fraldas descartáveis (ou de pano, se preferir) que vão ser utilizadas diariamente.

pai-comprando-fraldas

O que fazer no dia do parto

A escolha de como será o parto é definida por vocês e aí quanto menor a influência externa, melhor.

Sabendo como vai ser o momento do parto, sob qual método e todos os demais detalhes médicos a respeito, você tem um papel fundamental: ser o companheiro ideal!

“Independentemente se será parto normal, cesárea, humanizado, assistido ou não por você, teu papel é essencial para ajudar a mãe. “

Durante toda a preparação para o parto é preciso estar junto, acompanhar os passos e participar das decisões.

Para que a mãe se sinta segura e confortável sempre, mostre o quanto você também está esperando por esse instante. O nascimento do bebê é o foco desde o momento da descoberta da gravidez.

Seja paciente e complacente nos momentos mais difíceis da gestação. E acredite, momento difíceis com certeza virão.

Para a mulher há o desconforto que o barrigão traz, os sintomas diversos que somente ela enfrente e as alterações hormonais. Tudo isso pode acabar sendo desgastante em algum momento, então se prepare para isso.

Se coloque no lugar de uma futura mamãe, cheia de hormônios, há algumas noites sem dormir pois não acha mais posição e ainda tendo que lidar com enjoo e outras coisas… Difícil né? Então seja o parceiro e também o racional que ela tanto irá precisar!

No dia do parto procure deixá-la calma, preparada para a chegada do bebê.

Cuide dos detalhes e livre-a dessa preocupação. Caso você não possa participar ativamente no dia, certifique-se de que terá alguém fazendo isso por você.

O que fazer no pós parto

Faça o que for necessário para que as necessidades da mãe sejam atendidas.

O pós parto tende a ser um momento um pouco complicado. Para vocês tudo será novidade e a alteração da rotina é brusca.

Ajude-a no que puder nas tarefas diárias. Dê banho no bebê. Ajude-a com as atividades em casa.

Entre outras coisas, você pode ajudar em algo que em geral os pais não pensam: a autoestima da mãe!

Sua mulher é a mais linda de todas, principalmente agora! Ajude-a a manter-se bem humorada, bem cuidada e sentindo-se confiante para quando o pós parto passar.

Outro ponto muito importante do pós parto é sobre a visitação ao bebê que chegou. Primeiro que não é recomendado visitas com menos de 90 dias, pois o recém nascido ainda não tem um sistema imunológico forte o suficiente para lidar com tudo. Segundo que a mãe estará exausta e, não deve ainda ter que se preocupar com amigos, ou mesmo parentes que chegam e só irão dar mais trabalho.

Banho

O banho do bebê exige cuidado, mas não é um bicho de sete cabeças!

Procure manter a temperatura da água entre 36ºC e 37ºC e tenha bom senso sobre a temperatura. A pele do bebê é muito fina, então quente demais irá queimá-lo e fria demais, o deixará com frio.

Deixe o bebê encaixado em seus braços, para que ele não escorregue e você possa fazer a lavagem e enxágue com segurança.

Cuidados diários

A troca de fraldas deve ser feita de acordo com a necessidade, ou seja, não precisa ser a cada vez que o bebê fizer xixi.

pai-trocando-filho

Bebês fazem cocô em torno de 8 vezes por dia, geralmente durante as mamadas. É preciso então tomar cuidado para não manter a fralda suja por muito tempo e, ainda, cuidar da pele do bebê.

“Por ser sensível, estão sujeitos a assaduras, então pai de primeira viagem, não se esqueça das pomadinhas, ok? “

Além do banho e troca de fraldas, há momento do arroto!

Após a amamentação é preciso fazer o bebê arrotar para que ele não sofra nenhum engasgo.

Posicione o bebê com a cabeça de modo mais elevado que o corpo e dê preferência para fazê-lo arrotar em pé. Isto pode durar até 30 minutos e é importante dizer que nem todo bebê arrota, mas mantê-lo em pé durante este tempo é fundamental para não ocorrer um refluxo e, consequentemente, um engasgo.

Há outra coisa bem importante: cuidar do umbigo do bebê nos primeiros dias.

Como houve o rompimento da ligação com o cordão umbilical, haverá ainda um pedaço do cordão que poderá ficar no umbigo e cairá sozinho.

É preciso manter o local higienizado para evitar infecções e aguardar o cordão secar e cair por si só.

Pai de primeira viagem na educação do bebê

A criação do bebê também pode trazer alguns receios e a falta de experiência acarreta em medo de arriscar-se demais nesse processo. Como iniciar a educação de uma criança é um ponto dos mais importantes quando um bebê está chegando, não deixe de considerar assuntos relevantes que o seu bebê estará envolto desde o nascimento.

É preciso acompanhar o crescimento e desenvolvimento do seu bebê que olhará tudo como informação a ser absorvida.

Cuide do que estará acessível ao bebê para que ele cresça tendo discernimento e autonomia.

É importantíssimo aos pais saberem que, independente de menino ou menina, a criança será seu espelho, tanto para o seu lado bom, quanto ao seu lado ruim. Então, reforce suas atitudes positivas e repense as negativas.

Procure manter-se bem informado

Cursos, podcasts, vídeos. Todos esses recursos possuem o poder de te ajudar em qualquer hora do dia.

Procure pelos cursos para preparar-se para a chegada do bebê e para a educação do seu filho. Mas, você também pode fazer consultas rápidas e ainda receber informações diárias por meio dos vídeos e podcasts.

Não tenha medo de investir no que pode ser de grande auxílio.

Agora que já sabe o que o pai de primeira viagem deve fazer, é hora de saber sobre a mãe de primeira viagem!

Compartilhe nossos conteúdos !

0Shares
0

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.