Ser pai de menina

Geralmente quando um homem cogita a possibilidade de se tornar pai é bastante comum entre uma grande parcela (e às vezes grande mesmo) manifestar a preferência em ter um menino.  E por isso mesmo muitos acabam sendo surpreendidos quando recebem a notícia de que se trata de uma menina.

 Entre a alegria da transformação de sua vida e surpresa é bastante interessante as reações internas e externas quando constata que se tornará pai de uma princesa. Uma das coisas mais interessantes é que geralmente se tornam verdadeiros pais “babões”, que como verdadeiros reis querem criar todo um reinado e preparar uma dinastia para sua pequena.

E só quem passa por essa experiência e diz a si mesmo “vou ser pai de uma princesa” sabe o quanto é privilegiado pela vida. Aproveite que está aqui e me acompanhe.

Vou ser pai de uma princesa

Os primeiros “dilemas” que enfrentam o pai de menina são as piadinhas dos amigos e muitas vezes, a contradição dele mesmo ter feito elas antes, em outras situações.

É muito comum os amigos fazerem piadas como: “de consumidor a fornecedor”, ou “meu filho vai namorar sua filha” e outras do tipo. Independente de ideologia, isso tudo é fruto de machismo. Coloca-se a menina como um objeto. Se você não concorda com isso agora, te convido a refletir essa noite a respeito.

Não sabendo como reagir da melhor forma, o pai responde às piadas com: “ela vai ser freira”, por exemplo. O próprio pai pode ter sido uma pessoa que já replicou tais coisas e, por isso, se sente na obrigação de aceitar e concordar com as brincadeiras.

Nós, do Café de Pais, pregamos respeito aos seus filhos e, se for o seu caso, saiba que você pode e deve mudar, tanto por você, quanto pela sua princesa.

COMPRE AGORA O LIVRO 365 ATIVIDADES E DESENHOS PARA COLORIR DA PEPPA PIG

Ser pai de uma menina é se abrir a um mundo completamente novo. Um mundo que irá abrir seus olhos às dificuldades e desafios que enfrentam as mulheres. Esteja preparado para enfrentar!

Queria um menino, mas vou ser pai de uma princesa: e agora?

 Talvez um dos pontos cruciais é a constatação do papai de primeira viagem surpreendido de que receberá uma garotinha sobre seus cuidados e proteção. Isso porque geralmente alimenta um desejo de passar seus conhecimentos e “habilidades masculinas” para um garoto, ou seja, essa predileção de certa forma acompanha uma tradição da nossa sociedade em que o pai repassa conhecimentos para o menino e a mãe para a menina.

 Por outro lado, as predileções sobre determinado sexo da criança podem surgir de expectativas e sonhos frustrados que o pai alimentou durante toda a sua vida e agora, de algum modo, percebe que existe uma forma de recompensar ou mesmo atenuar transferindo seus sonhos para o seu filho.

E agora?

 De todo modo, independente do sexo da criança a grande oportunidade de se tornar pai é uma dádiva da vida e possibilidade de dar prosseguimento a sua cultura, história e tradição, ou seja, preservar determinadas peculiaridades de sua linhagem familiar.

 Agora o fato é que a grande maioria dos papais que pensava em ter meninos como filhos e são surpreendidos com garotinhas logo que recebem a notícia seja da mamãe ou da médica através dos exames se sentem envoltos em energias que nem mesmo conseguem definir, mas se conseguem simplesmente resumem na famosa frase “vou ser pai de uma princesa”.

Vou ser pai de uma menina, serei um papai fica babão?

 É natural que os pais (pai e mãe) se tornem naturalmente protetores de seus filhos e logo recebam o famoso apelido de “pais corujas”, já que esse interessante animal é um dos maiores protetores de sua ninhada; e se você não sabe ambos atuam juntos na proteção de seus filhotes.

Mas provavelmente devido ao vínculo especial que existe entre o pai e uma filha faz com que o primeiro, por uma tradição histórica, potencialize o seu lado provedor e protetor. E cá para nós: quando olhamos nossas princesinhas ali tão frágeis no bercinho, no colo da esposa ou mesmo no nosso logo surge uma força maior e um desejo irresistível de oferecer muito amor e proteção.

 Agora imagine quando se começa a perceber determinados traços físicos e trejeitos bastante semelhantes a você? É aí que a baba desce com força! E é potencializada quando ouve de alguém “Nossa, ela é a sua cara!”.

Ser pai de menina é

Pois é, assim que você diz sinceramente para si mesmo “vou ser pai de uma princesa” imediatamente começa a criar uma série de expectativas quanto a sua pequena e, não menos, vários mimos.

 É muito comum que os “pais reis” comecem a devotar sua atenção e tempo as suas princesinhas. Sempre que sai de casa quer trazer alguma coisa para agradar: seja um laço, um sapatinho ou mesmo uma chupeta e ursinho de pelúcia. Afinal, quem não quer se tornar o melhor pai do mundo?  Quem nunca pensou nisso que atire a primeira fralda suja no chão agora!

É por isso que a grande maioria dos pais se torna “babões”, uma vez que criam várias expectativas sobre suas filhas. Algumas mais comuns são as seguintes:

Pai de primeira viagem, vou ser ciumento?

 Traduzindo: sou ciumento, pois vou ser pai de uma princesa. E esse é um dos sentimentos que mais pegam os pais, principalmente os de primeira viagem. Tudo isso se deve a um certo zelo exagerado, pois acham que um menino ou até mesmo outro homem possa desviar a atenção que ela dedica a você para eles ou que alguém possa simplesmente machucá-la.

 Não se preocupe quanto a essas questões. O universo dela vai se formar e, por enquanto, a sua visão é bem inocente. Por isso proteja, mas também brinque com ela, pois isso fortalece o vínculo entre ambos.

 Minha princesa vai ter tudo o que eu não ganhei

É muito comum que os pais criem expectativas para seus filhos das frustrações que tiveram no passado e queiram compensar realizando seus sonhos através de seus filhos. Mas é importante ficar atento, pois o querer “dar o mundo à sua filha” pode acabar sufocando-a. O mais recomendável é observá-la e lhe presentear com coisas que vão ajudar no seu desenvolvimento.

 E outra dica: Observe exatamente quais são os desejos dela. Se apresentar algum talento especial incentive e ajude aprimorar. Muitas das vezes os seus sonhos não são os mesmos dela. Mas se puder ajudá-la a realizar os que ela deseja automaticamente se sentirá recompensado.

Minha princesa agora tem um rei, e vai se orgulhar muito de mim

Quando um homem se conscientiza e encara o “vou ser pai de uma princesa” como uma verdadeira missão geralmente encontra nessa motivação uma “oportunidade de redenção de toda a sua vida”.

É claro que a paternidade é transformadora e se deve buscar sempre o aperfeiçoamento, mas sem esquecer que erros podem ser causados no caminho e que se houver devem ser encarados como preciosas lições. Embora esse assunto não se esgote aqui não posso encerrar este post sem lhe recomendar que procure oferecer a sua princesa proteção, amor e companheirismo para que ela sinta a força necessária para continuar o seu reino.

Compartilhe nossos conteúdos !

0Shares
0

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.