Pais: como uma rotina diária pode fortalecer sua família

Powered by Rock Convert

Alguns dias, sinto que alguém pressionou um botão de piloto automático. Você sabe, falo daqueles dias em que o tempo se enche de repetição de manhã à noite. Mas, quanto às rotinas, sou eu quem costuma colocá-las em movimento. Recentemente, comecei a pensar mais intencionalmente em minhas rotinas diárias. Percebi que rotinas intencionais podem realmente me ajudar a administrar a vida e até a construir meu casamento e nossa família.

A verdade é que vivemos a vida escolhendo como as coisas serão, “por design” ou deixando acontecer “por padrão”. Quando vivemos de rotina irracional, vivemos por padrão. Mas quando vivemos de rotina intencional, o que não é necessariamente ruim em si, vivemos mais por design. Então a pergunta se torna: “Estou planejando minhas rotinas para focar em mim ou em minha família?” Por exemplo, se minha rotina matinal é levantar, tomar café e ler as notícias no meu tablet, tudo bem. Se eu acrescentar a expectativa extra de que  ninguém deveria me incomodar , criei uma rotina que pode prejudicar minha família, um pouco, dia após dia.

Nossa vida familiar tem sido cheia de rotinas. Tento me levantar e fazer café para a minha esposa todas as manhãs. Com a quarentena, procuro passar um tempo com a minha filha logo de manhã, antes de começar a trabalhar. Outras famílias têm rotinas para colocar as crianças na cama à noite e ler para elas. Um dos meus amigos sempre faz café da manhã para toda a família todos os sábados. Se chegou a sua hora de repensar sua rotina diária, para ver se isso está ajudando sua família, lembre-se desses 5 fatores importantes.

1. Defina prioridades

Lembre-se de que as primeiras coisas que você comunica durante a sua rotina, em cada ponto da sua vida. Sua rotina matinal quando você acorda,  sua rotina quando você chega em casa do trabalho , sua rotina quando pega as crianças na escola, sempre que inicia suas interações com seu cônjuge, filhos ou colegas de trabalho, pense sobre o que você tem comunicando a eles. Você está focado em se conectar com sua família ou no que precisa fazer? Está pegando o controle remoto ou olhando para o telefone quando chega em casa do trabalho ou se envolve com seu cônjuge e filhos? Você está ignorando sua esposa ou se sintonizando com o que ela está sentindo naquele dia? Você está indo para o galpão / garagem ou brincando com seus filhos? Sua presença comunica suas prioridades.

2. Palavras Importam

Pense nas palavras que dirá regularmente ao seu cônjuge ou família. Quais são suas rotinas verbais? Por exemplo, ao voltar para casa, você pode achar que eles tiveram um ótimo dia, ou talvez o dia deles tenha sido ainda pior que o seu. Se suas primeiras palavras são sempre duras, impacientes, irreverentes ou exigentes, você pode estar abrindo o caminho para uma noite difícil ou uma vida difícil, se isso se tornar um hábito. Por outro lado, dizer à sua família “eu te amo” todas as noites antes de dormir cria uma rotina que se torna uma memória e um legado.

3. Construindo no espaço

Talvez você precise de algum espaço para relaxar em algum lugar das rotinas diárias. Mesmo assim, dedicar alguns momentos ao seu cônjuge ou filhos, onde quer que estejam em casa, pelo menos indica que eles são uma prioridade para você. Se precisar de espaço, faça o check-in primeiro. Se puder, dedique alguns minutos a eles. Façam com que sejam a primeira ação prioritária para sua chegada. 

4. Avise se precisar de ajuda

Construir uma rotina para verificar com seu cônjuge pode ser especialmente útil. Se o dia tiver sido longo ou se você estiver lutando com algo que o deixa de mau humor, avise seu cônjuge a caminho de casa. Uma mensagem educada como “Ei, preciso de alguns minutos para acertar minha cabeça quando chegar em casa – te amo” – deixa seu cônjuge menos apto a assumir o pior. Isso também lhes dá a chance de informá-lo se eles estão enfrentando dificuldades ou pensar em como ser um incentivo para você.

5. Assuma sua responsabilidade

Se você não tem o hábito de perguntar ao seu cônjuge com o que pode ajudar à noite depois do trabalho, reconsidere fazê-lo. Melhor, reconsidere a sua posição como marido e pai afinal, homens não devem ajudar, eles devem fazer pois tem tanta responsabilidade quanto o outro. 

Pode não parecer possível ou prático todos os dias ou à noite, mas se você criar uma atitude assumir tarefas com as crianças, a lição de casa, as tarefas etc., você tornará suas rotinas diárias mais produtivas para elas e para você. Se você nunca ou raramente procura fazer alguma coisa, seu cônjuge pode se sentir sozinho, isolado, frustrado e sem importância.

Rotinas podem ser ótimas, mas não devem ser muletas. Não deixe que suas rotinas o governem, mas use-as para reforçar para seu cônjuge e seus filhos que você os ama, que os valoriza e que também deseja atender às necessidades deles.

Compartilhe nossos conteúdos !

0Shares
0

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.