Telas de segurança: porque usar

Powered by Rock Convert

As telas de segurança são artigos de grande importância para qualquer residência que tenha crianças entre os moradores. Trata-se de uma medida de prevenção, que se torna ainda mais importante em apartamentos e em casas com janelas altas. De acordo com um levantamento realizado pelo Ministério da Saúde, os acidentes são a principal causa de mortalidade infantil no Brasil. A pesquisa também aponta as quedas como a quinta causa mais frequente de óbitos acidentais entre as crianças.

pai ou mãe de primeira viagem? Confira mais dicas)

Além disto, com a concentração populacional cada vez maior nos centros urbanos, as cidades vêm se verticalizando ainda mais. Isso demanda uma consciência ainda maior sobre a necessidade de redes de proteção em janelas e sacadas de apartamentos. Entretanto, certas especificidades podem ser cruciais para a verdadeira garantia de segurança. Assim sendo, veja a seguir algumas dicas para ajudá-lo na escolha do equipamento adequado para sua casa.

Relações do tamanho da malha indicado para redes de proteção

Este detalhe técnico faz uma grande diferença, e deve ser considerado prioritário para sua escolha. Assim sendo, leve em conta o seguinte:

  • A questão tem amparo pelas regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (Abnt). O órgão regulador prevê que as telas tenham até 20 centímetros de largura;
  • Entretanto, a indicação é para que os pais optem por malhas mais fechadas, algo entre 10 cm e 15 cm;
  • Além de prevenir quedas, a rede também serve para impedir que brinquedos ou outros objetos sejam arremessados pelos pequenos.

Derrubar itens ser comum para certas idades. No entanto, dependendo da altura um brinquedo ou outro objeto pode acabar gerando um problema sério. 

A fase em que as telas de segurança são necessárias

Para entender quando é o melhor momento para colocar telas de segurança em sua casa, siga estas dicas:

  • A partir do momento em que a criança começa a engatinhar as redes de segurança são necessárias;
  • Essa fase costuma chegar aos oito meses de idade. Assim sendo, a instalação dos equipamentos deve ser feita um pouco antes;
  • Além disso, a indicação é de que as telas de proteção sejam mantidas durante a infância e início da pré-adolescência. Destaca-se que são registradas quedas de crianças já acima dos nove anos.

Apesar das médias apresentadas, o tempo de permanência da rede de proteção também pode depender da avaliação dos pais sobre a criança. Um pequeno mais agitado pode demandar por uma cautela maior se os responsáveis acharem preciso.

Como e quando fazer a manutenção da rede?

De tempos em tempos a tela de segurança pode ter de ser trocada. A exposição ao tempo e o próprio desgaste comum do material podem enfraquecer a proteção.

  • Para verificar o estado da rede e o quão segura ela permanece, há um pequeno teste que pode ser feito. Basta forçar a tela com as mãos. Se a mesma se romper em algum ponto ou se algum gancho se soltar, é preciso substituí-la;
  • Além disto, os responsáveis também podem ficar atentos para o prazo de garantia do equipamento. O dado deve estar informado em uma etiqueta no produto;
  • Há ainda a recomendação de que a tela seja trocada a cada três anos;
  • Por sim, a revisão técnica precisaria ocorrer a cada biênio. A tarefa depende de profissionais especializados.

Garantia da tela

A garantia da rede de proteção é de responsabilidade do fabricante, e pode variar conforme a marca. Assim sendo:

  • A indicação é utilizar telas que possua fita, uma etiqueta, com informações;
  • Além disso, é importante que se saiba que tipo de material está sendo comprado;
  • A preferência deve ser por redes vulcanizadas, pois o processo deixa os nós mais firmes e fortalece o item.

Fatores relacionados a instalação de uma rede de proteção

A instalação de uma tela de proteção pode ser feita em qualquer parte de uma casa ou apartamento. Seja em janelas, sacadas, varandas, mezaninos, ou até para a composição de ambiente. Há quem use estes itens para decoração ou como meio alternativo para guardar objetos. Entretanto, é necessário que o artigo fique esticada e tensionada de forma devida.  

Para fazer este procedimento, o próprio consumidor pode colocar a rede de segurança em casa, se tiver uma boa prática com furadeiras. Mesmo assim, a orientação é de que as pessoas busquem o suporte de empresas especializadas. Profissionais capacitados podem avaliar com mais precisão a segurança gerada pela tela.  No caso de moradias alugadas, uma conversa anterior com o proprietário do imóvel é sempre interessante.

Como escolher uma empresa confiável para a instalação da tela de segurança?

Assim como em qualquer setor, existem bons e maus profissionais que trabalham no ramo. Alguns são mais preparados, e outros ainda podem estar em desenvolvimento. Para fazer uma boa seleção da prestação de serviço, as recomendações principais envolvem sobretudo:

  • Uma pequena investigação do profissional a realizar o processo, até pela internet. Vale a pena pesquisar a estrutura da empresa e as avaliações sobre a prestação do serviço;
  • A sugestão é de que companhias formalmente constituídas, com CNPJ e razão social de acordo com a área de atuação, sejam priorizadas;
  • Além disso, quando os contatos com os profissionais ocorrerem, a utilização de uniformes é um bom indício. Roupas identificadas, ou uso de crachás já apontam para o nível de seriedade de uma empresa;
  • Outra orientação é para que haja fiscalização do trabalho. É interessante que se questione sobre os materiais utilizados;
  • Também é recomendável perguntar sobre o cumprimento das regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (Abnt). O órgão é responsável por definir as boas práticas de execução deste e de diversos serviços no País.

Conclusão

Há ainda possibilidade de os pais buscarem por um novo apartamento ou casa, que conte com os artigos de segurança. Existem opções disponíveis para compra e para aluguel que contenham redes de proteção. Além das telas de segurança, é interessante verificar o formato de tomadas e a constituição da arquitetura do lugar. A disposição dos cômodos e dos móveis também influenciam na segurança do ambiente para uma criança. Além disso, a acessibilidade deve ser valorizada na procura por uma nova residência. 

Compartilhe nossos conteúdos !

0Shares
0

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.