Os problemas da violência na escola?

Powered by Rock Convert

Depois de ouvir notícias de variados tipos de violência na escola, é natural que os alunos – não importa quantos anos tenham ou onde vão à escola – se preocupem se esse tipo de incidente pode algum dia acontecer com eles ou seus amigos.

Quando uma situação como essa acontece, é normal sentir-se triste e ansioso e querer entender a situação.

Por que a violência na escola acontece?

A violência escolar não é fácil de entender. Não há um único motivo pelo qual os alunos se tornem violentos. 

Alguns estão apenas seguindo o comportamento que viram em casa, nas ruas ou em filmes ou TV. Alguns estão lidando com problemas de saúde mental, como depressão. 

Às vezes, as pessoas que se tornam violentas são vítimas de provocações e bullying que atingiram um limite e sentem que fariam qualquer coisa para impedir. Eles podem se sentir isolados e rejeitados por seus pares. Essas são apenas algumas das razões pelas quais uma pessoa pode se tornar violenta.

Porém, há uma coisa com a qual os especialistas concordam: ter acesso a armas de fogo ou armas brancas torna mais fácil para algumas pessoas atacar coisas ou pessoas de que não gostam.

O que eu posso fazer?

Alguém à beira da violência pode exibir sinais de alerta. Isso pode incluir:

  • brincando com armas de qualquer tipo
  • gabar-se de atos de violência que gostaria de cometer
  • mostrando uma obsessão por filmes violentos ou jogando somente jogos violentos
  • intimidar ou ameaçar outras pessoas
  • crueldade com animais de estimação ou outros animais

Se seu filho começar a se sentir inseguro na escola, converse com alguém de confiança de dentro da escola. Essa pessoa pode ser um professor, conselheiro escolar ou líder comunitário. Pode ser difícil denunciar a violência – afinal, somos ensinados a não denunciar os outros.

Mas muitas escolas criaram formas de denunciar o bullying ou a possibilidade de violência anonimamente. Talvez a escola do seu filho tenha (ou possa estabelecer) uma linha direta anônima para as pessoas compartilharem suas preocupações, sem se preocupar se elas podem ser descobertas falando sobre outro aluno.

Se seus filhos testemunharam ou experimentaram violência de qualquer tipo, não falar sobre isso pode fazer com que seus sentimentos se acumulem e causem problemas como depressão, ansiedade e medo. 

O transtorno de estresse pós-traumático (TEPT)  pode se desenvolver em alguém que passou por um evento traumático, como um acidente de carro sério, abuso físico ou sexual.

Seu filho não precisa se machucar para ter TEPT – para algumas pessoas, simplesmente assistir a um evento traumático ou ser ameaçado de grande dano físico é o suficiente para desencadear isso. 

É por isso que é importante obter ajuda. Os conselheiros escolares podem ser um bom lugar para começar – eles estão familiarizados com os problemas da sua escola e podem ajudá-lo a colocar as coisas em perspectiva.

Compartilhe nossos conteúdos !

0Shares
0

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.